Lorem ipsum dolor amet, consectetuer adipiscing elit. Aenean commodo ligula eget dolor massa. Cum sociis natoque penatibus et magnis dis parturient montes, nascetur ridiculus mus.

Baker

Follow Us:
+39 02 87 21 43 19
Mon - Fri: 07:00 am - 05:00 pm
erros na escolha do Mix de produtos que podem estar diminuindo as suas vendas

Os 3 Principais erros na escolha do Mix de produtos que podem estar diminuindo as suas vendas

Sabemos hoje que uma boa escolha no mix de produtos pode impactar positivamente no sucesso de um supermercado. É porque esse é um ponto bastante importante para a estratégia de vendas de um estabelecimento, considerando que ele depende de vários aspectos como perfil do consumidor, área de atuação, sazonalidade, entre outros.

Quer saber quais os principais erros na hora de escolher e gerir um mix de produtos? Confira abaixo e entenda como a gestão de estoque pode impactar e aprenda a melhorar a gestão de um supermercado.

Mas afinal, como podemos definir o famoso mix de produtos?

Bom, o mix de produtos nada mais é do que um conjunto de todos os itens ofertados na loja. O conceito é diferente de sortimento, categoria ou linha, pois esses termos também estão relacionados aos itens que serão vendidos, mas estão compreendidos no conjunto do mix. Explicando de forma simples: o mix de produtos compreende as categorias ou linhas de itens que o supermercado irá abranger, sendo extremamente responsável pelo sucesso e experiência do cliente dentro de um estabelecimento.

Principais erros na escolha do mix 

O mix de produtos é tão importante que pode impactar positivamente ou negativamente o seu faturamento. Por isso, você precisa estar atento à várias questões para evitar problemas. Saiba quais são os principais erros na escolha do mix que você precisa evitar:

Excessos no mix

Imagine um supermercado com 10 itens iguais, mas de marcas diferentes sendo vendidas. Destes 10, três deles representam 90% das vendas. Os outros sete vão disputar os 10% restantes, que vai se referir a pouco mais de 1% de vendas para cada um deles. E nesse supermercado, o estoque é igual para todos os produtos.

Em uma avaliação superficial, você diria que faz sentido manter um mix assim?

Nessa situação hipotética, dá para perceber que os itens que tem menor saída, vão demorar muito mais tempo para zerar seu estoque, o que faz com que o supermercado gaste mais com armazenamento, por exemplo, sem falar que seria dar espaço no estabelecimento para esses itens que representam poucas vendas, quando existem outros itens com maior potencial.

O excesso de mix pode gerar em um supermercado duas grandes consequências: a não exposição dos itens de maior venda e os gastos em estoque de produtos que trazem pouco retorno. Vale lembrar que produto em estoque significa dinheiro parado e, consequentemente, menos ganhos para sua loja. A primeira regra para o supermercadista evitar o encalhe de produtos é definir o tamanho do sortimento de produtos de sua loja e tente aplicar a regra de que para cada produto que entrar no estoque, é preciso que outro saia.

O espaço físico de armazenamento dessas mercadorias precisa ser respeitado, ou seja, com o empilhamento adequado. E também existe o paradoxo da escolha: vale lembrar que quanto mais opções você der para o consumidor, mais confuso ele ficará e provavelmente deixará a compra para um outro momento.

Mix de produtos insuficientes

Por outro lado o número limitado de produtos também pode trazer muitos prejuízos para uma loja. Ainda que você conheça bastante o público-alvo de um supermercado, e saiba exatamente o que ele deseja comprar, ter diversos tipos de mercadorias é necessário.

Ter poucos produtos disponíveis, pode trazer vários problemas para seu supermercado, principalmente na experiência de compra. Um deles é a ruptura de gôndola, que pode ocorrer já que você terá poucas opções de um item, então vai demandar muita reposição e processo de compra dos produtos. 

Outro ponto diz respeito à experiência de compra. Um cliente que não encontra o que procura pode sair do supermercado frustrado, até porque se ele vai até a sua loja, ele pretende encontrar tudo o que busca, além de outras opções. Clientes descontentes buscam outras lojas em novas oportunidades.

A conta é simples: você precisa ter opções para os clientes, mas não a ponto de que elas prejudiquem a loja. É preciso encontrar um equilíbrio em que você atende as necessidades dos clientes e garante seus resultados. Isso você conseguirá definir após a análise dos produtos que oferece, complementando as linhas, de acordo com o perfil do público e do tipo de negócio que você têm. Ficou mais claro?

Fornecedores não confiáveis

Fornecedores não confiáveis podem atrasar entregas, como entregá-las de forma incorreta, ou com armazenamento inadequado, e isso pode impactar negativamente na gestão de estoque de um supermercado. Por isso, é importante concentrar as compras nos melhores fornecedores, pois desta forma, você estará seguro de que terá os melhores preços e entrega, assim como prazo de pagamento e lucro sobre o produto.

Fica a dica! Para chegar aos parceiros mais adequados para sua operação, avalie cada um deles nos quesitos citados acima com notas de 1 a 5. A soma dos resultados mostrará o melhor fornecedor para a sua loja.

Comece a administrar de forma inteligente o seu mix

Já compartilhamos aqui no blog algumas dicas de como você pode encontrar o mix de produtos corretos. Mas a principal dica para hoje é que você venha entender os seus clientes e encontrar um equilíbrio da variedade de produtos de acordo com sua loja.

Para isso, vale a pena começar a analisar seus dados de venda e público alvo, para saber quando retirar do seu mix de vendas os produtos com resultados ruins e investir naqueles que têm boas vendas.

Em uma operação de supermercados, o risco de produtos ficarem estagnados sempre existirá. Por isso, a dica é cortar os produtos que não tiveram giro em até 180 dias a partir de sua chegada à loja. Essas mercadorias precisam de preços que estimulem o consumidor a comprar aquele item por impulso ou por oportunidade.

Com um mix bem definido você pode, por exemplo, trabalhar melhor a rentabilidade de produtos de uma determinada categoria. Também apostar em ações de Trademarketing ou até mesmo em ofertas para o seu clube de descontos nesses produtos para melhorar os resultados.

Agora é sua vez!

Aproveite essas dicas super práticas e super úteis, e aplique no seu supermercado. O resultado é um consumidor satisfeito e você vendendo mais!

Visual Merchandising para donos de supermercado

POST A COMMENT